Céreblo

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

Não dá pra entender

Esse povo animal

Seco por vingança

Sem matar
D
Sem nunca rugir
E
Triste por amor
D
Sem ficar quieto num canto
E
Triste por amor
A7
Matar eu nunca mato por prazer

É por ódio ou por fome que eu mato
E
E ainda gasto a maior grana

Lambendo porcaria
B
Dois mil e novecentos pau
A E
Uma porquêra duma árvore de Natal!

Céreblo! Céreblo! Cére...blow!
( A C E )
Céreblo! Céreblo!

Quieto! Quieto!

Vingança! Vingança!
E
Não tiro tempo pra voltar atrás

Já faz muito tempo

Já nem tento mais
D E
O quê que há de errado comigo?
D
O quê que há de errado?
E
Não dá pra entender...
( A C E )
Dois mil e novecentos pau

Las canciones más vistas de

Pato Fu en Octubre