Cerveja

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

Vou virar vou virar esse copo
Cheio de espuma cheio de ouro
Vem cerveja vem beijar meu sangue
Alquimia de espuma libertaria

O mundo é veia aberta a minha volta
Hoje eu to bebendo cerveja

Toda bebida é binóculo da alma
É raio x da perdição dos sentimentos
Cerveja me libera, me leva ao paraíso
Ah loura liquida me leva pro seu liquid sky

O mundo é veia aberta a minha volta
Hoje eu to bebendo cerveja

É paraíso dos desejos, encrusilhada violenta de tesão
Que me importa como o tempo passa
Cerveja me libera
Pra tempestade da carne
Pra tempestade da rua pra tempestade do sexo
Pra tempestade de tudo

O mundo é veia aberta a minha volta
Hoje eu to bebendo cerveja

Las canciones más vistas de

Blues Etilicos en Octubre