Caminhão de Lágrimas

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

Quando abrir aquela porta
Vai sair falando que não se importa
Que não sou lá essas coisas, que foi meio assim
E que de mim cê já nem gosta

E vai sair de carro, cantando pneu
Dizendo por aí que já me esqueceu
Vai beijar a primeira boca, na primeira boate
Se achando confiante, vai voltar pra casa tarde

E as quatro paredes
Daquele seu quarto
Vão gritar bem alto
Vão te dar trabalho

Pode botar tudo abaixo
Ou até pintar de roxo
Até o seu criado mudo vai falar de mim
E não vai te deixar dormir

E pode botar tudo abaixo
Ou até pintar de roxo
O frio do ar condicionado vai doer
E não vai ter eu pra te aquecer

É certo, não vai demorar
Você vai voltar
Depois de chorar
Um caminhão de lágrimas

E vai sair de carro, cantando pneu
Dizendo por aí que já me esqueceu
Vai beijar a primeira boca, na primeira boate
Se achando confiante, vai voltar pra casa tarde

E as quatro paredes
Daquele seu quarto
Vão gritar bem alto
Vão te dar trabalho

Pode botar tudo abaixo
Ou até pintar de roxo
Até o seu criado mudo vai falar de mim
E não vai te deixar dormir

E pode botar tudo abaixo
Ou até pintar de roxo
O frio do ar condicionado vai doer
E não vai ter eu pra te aquecer

É certo, não vai demorar
Você vai voltar
Depois de chorar
Um caminhão de lágrimas


Autor(es): Diego Silveira / Edu Valim / Junior Pepato / Nicolas Damasceno

Las canciones más vistas de

Naiara Azevedo en Octubre