Taska

Caminhão de Lixo

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp


Tapa ouvido, quebra a antena
Tanto lixo não vale a pena
Joga o crânio no abismo
Golpe baixo, sensacionalismo

Te deixa seqüelas
O roteiro de novela
E a carreira promissora
Tá nas mãos da gravadora

Lá vem, lá vem, lá vem, lá vem
O caminhão de lixo
E seu produto sacal
Lá vem, lá vem, lá vem, lá vem
O caminhão de lixo
Joga merda no meu quintal

Não deixa que te use
Modinha, bunda-music
Não deixa que te faça mal
O ibope nacional
Não vai te fazer melhor
Os produtos no outdoor
Poluição sonora
Se propaga da emissora

Pilantra, picareta
Discurso sem letras
Olha o líder moralista
Na capa da revista
Propaganda enganosa
Não tem nada, não sigo moda
E cadê a liberdade de escolha
Foi engolida na transmissora


Autor(es): Leandro Parente