Caminhos de Outono

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

Percorro caminhos de Outono
Apanho vidas pelo chão
Guardo folhas sem retorno
Escrevo nelas com paixão

Digo aqui ao vento novo
Novas coisas da emoção
Peço alto que sopre louco
Que te as leve ao coração

São palavras que eu colhi
Pelos trilhos do andar
São fervores do fundo de mim
Que eu contigo vou libertar

Ouve então o meu de ti
Que te conto a cantar
São pedaços que não esqueci
Que em cada canto de ti … EU VOU AMAR

Ref. És mar que agita sem parar
Vento que sopra sem levar
Livre que voa sem roubar
Ar que respira sem fechar

És desejo que aquece sem queimar
Água que bebo sem beber
Tempo que corre sem escoar
Corpo que anseio sem prender

És lua que brilha sem ofuscar
Noite que encanta sem esgotar
Sonho que acaba ao acordar
Mas logo volta ao levantar

És dia que percorro sem cansar
Riso que largo sem perder
Rio que nado sem gelar
És vida que vivo até morrer
És vida que vivo até morrer
És vida que vivo até morrer


Autor(es): Luis Antunes

Las canciones más vistas de

Luis Antunes en Octubre