Camisa 12 - Samba-Enredo 2014

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

É preto e branco o meu coração
É doze a camisa do meu pavilhão
A negritude hoje esta em festa
Saravá São Jorge, vem, que a hora é essa

Vem navegar, nas águas do meu carnaval
Veio de navio negreiro, o escravizado negro
Lutou pela vida, por um ideal
Manchou-se de sangue o mar
Num crime contra a humanidade
Depois de decadente por conta dos ingleses
O comercio interno se tornou
Com os sete atos que se oficializou

A Coroa Portuguesa que nos marginalizou
Implantando a escravatura que por tempos perdurou
Nos negaram a educação e a terra pra plantar
E depois ainda de velho não tinha onde ficar

Salve, Princesa Isabel!
Rosário dos homens pretos, abolicionistas
Um pedacinho do céu
Abrigam os heróis que deram suas vidas
O tempo passou, mas ainda existe o preconceito
Faço um país melhor
Quando há inclusão que é do meu direito
Musicalidade, brilhei no cinema, na televisão
Temos estrelas do esporte
Orgulhos de uma nação
Axé pra quem tem fé
Axé pra quem não tem também
Nossa Senhora de Aparecida rogai por nós, amém
Bambas imortais, tantos carnavais
O samba é felicidade
Sou Camisa 12 Pregando igualdade

Las canciones más vistas de

Samba-enredo en Octubre