Candidato Caipira

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

Vou embora pra cidade, chega de viver no mato
Não quero mais conviver com este povo pacato
Um velho sonho que eu tenho quero transformar num fato
Vou deixar de ser honesto, sair do anonimato
Pra mostrar que estou vivo a um cargo eletivo
Eu quero ser candidato

Com minha cara de pau, vou entrando de gaiato
Fazendo minha campanha, espalhando o meu retrato
Se eu ganhar a presidência vai ser o maior barato
Que se danem os operários e os caipiras lá do mato
Cada um tem sua vida, com essa gente sofrida
Eu não quero mais contato

Quero ser o presidente todo cheio de aparatos
Ambicioso como Judas, covarde como Pilatos
Depois de encher a barriga eu quero quebrar o prato
Quero frequentar banquetes, passear de avião a jato
Eu sendo rei do terreiro, vou cantar no meu poleiro
Quem fica no chão é pato

Vou fazer do meu governo um exemplo de status
Quero muita mordomia, inflação eu não combato
Pouco importa se a pobreza não possa comprar sapatos
Vou punir o cidadão que discordar dos meus atos
A coisa que mais anseio é sair de bolso cheio
No final do meu mandato


Autor(es): Dino Franco

Las canciones más vistas de