Chega de brigas

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

Chega de brigas

É tempo de sabermos
Que já chega de brigar
Que o nosso amor
Não pode mais ficar
Na dependencia de um ciume ou de uma descussão
Prá conservar acesa esta paixão
As brigas e as pazes se sucedem
Como coisa que o amor
Vivesse a custa do amargor

Paz muita paz e amor
São irmãos
Sei que está em nossas mãos
Dar um fim ao dissabor
E a faca de dois gumes do ciume
Haveremos de quebrar
Com o vigor do nosso amor.


Autor(es): Augusto Mesquita / Jayme Florence

Las canciones más vistas de