Canto da Sereia

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

Quando o mar vier
Trará nas águas uma mulher
Ela vem como quem não quer..
Além de alguém que lhe trate bem

Fêmea fatal, capital do pecado
Delírio carnal, coração gelado
Beleza que distrai o mais firme jogador
Veneno que se extrai do amor

Rosa sinuosa sem espinho aparente
Se os olhos não veem o coração não sente
O perigo iminente, não te olha te escaneia
Viúva negra tece sua teia pra ceia, passeia

Os sete mares, musa da areia
Sete males na veia.. o encanto da sereia
Que te doma! Sodoma e Gomorra!
Medusa te cega, vira pedra

Tudo vira pedra, sem valor, só vaidade de merda
Cê nega que te dominou
Mas Deus te deixou só
E dela só restou o pó.. só restou o pó.

Ouve e dá razão enquanto ela fala.. e fala.

Medusa dos mares, a musa de olhares
Vejo brilho singulares que me levam a lugares
Nunca antes navegados, no seu olhar vejo pecado
Minha mente pensa em vão, quando eu vi to do seu lado

Então me sinto leve na neve, piso macio
Decolo como ultraleve no frio passando rente nos fios
Ela é gostosa demais, ela é bonita demais
Sua energia me traz o extinto louco de um animal voraz

Atrás de sua fêmea, cheirando seu cangote
Caprichando na resenha, querendo dar o bote
Esperando com a senha, com um golpe de sorte
Acerto o fogo com a lenha

E ela canta intercalando os gemidos
Os seus valores, claro, foram corrompidos
Ela ativou os seus sensores de libido
Tu vai gamar mesmo que tu seja bandido

Ouve e da razão enquanto ela fala... e fala.

Nesse mar de concreto reproduz ilhas de Capri
Prédios são rochedos, ela canta e exala charme
Armas são o canto, a flauta, a lira
Me ganha no encanto, na falta...pira

Tragam cera pros ouvidos de Homero
Mas sua melodia é demais e eu quero
mais!

Mentes eternizam o que sentidos somatizam
Se os olhos idealizam, coraçoes realizam
Entre os drinks, sexo, coisas...
noites babilônicas me usa,
ousa!

Filha de Calíope (deusa) arma útil do desejo
Tá na pele, me fere
Ela é sútil como um beijo
Cada esquina uma ideia, cada praia uma odisseia
Ela tem o que me anseia
Sonhos desse mundo são...
Castelos de areia e vão...
Desmanchar quando cair no canto da sereia


Autor(es): Cartel MCs / Ramozin

Las canciones más vistas de

Cartel Mc's en Octubre