Cara de Sorte

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

Sou um cara de sorte
Sou um cara abençoado
Só não tenho dinheiro
Mas sou desenrolado

Quando eu quero uma mulher
Eu agarro
Chamo logo para dar uma voltinha de carro
Mas o carro não é meu
É emprestado
Mas é o mesmo que ser meu
É do meu cunhado!

Sou um cara de sorte
Sou um cara abençoado
Só não tenho dinheiro
Mas sou desenrolado

Quando eu vou para o bar
Não preciso pagar
O vagabundo paga tudo, tudo, tudo ele me dá!
Tem cachaça e tem cerveja
E eu vou bebendo
Eu chego em Fortaleza, só não bebo veneno!

Sou um cara de sorte
Sou um cara abençoado
Só não tenho dinheiro
Mas sou desenrolado

Quando eu vou pro cabaré
Eu não pago
Peço logo uma bebida e acendo logo um cigarro
Tem mulher por todo lado
Tem mulher me olhando
Chama a menina
Pra debaixo dos panos


Autor(es): Aldomar

Las canciones más vistas de

Felipão en Octubre