Cárcere

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

Então faça
Mecanicamente tudo o que ele disser
Obedeça
Enquanto aqui você vivo estiver
Distante se mantenha
De tudo aquilo que ele mais ama
E tem prazer em fazer
Você está proibido
Não toque
Você está em constante perigo
Não fale
Não olhe
Ou ele cegará seu outro olho

Como uma ave de rapina
Ele te cerca
Com as garras ele te perfura
E você sente uma euforia repentina
Ele está chocando em sua pobre mente
Seus círculos e vícios
E espera que você os alimente
E depois liberte-os

Como um amor secreto e doentio
Que faz o sangue ferver
À beira da loucura
E não há outro remédio
Você luta para escapar com bravura
Para este cárcere não lhe vencer
Mas você desfalece outra vez
À beira do árduo caminho
Você aprende mais uma vez
Que as coisas mais preciosas
Que você tem
Nunca serão verdadeiramente suas
Todo o tempo
Sua vida e liberdade serão para sempre reféns


Autor(es): Gambeta

Las canciones más vistas de

Gambeta en Octubre