Rumo

Carlão

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp


Gente, o carlão tá mal, ele tá sofrendo
Ele tá sofrendo, ele tá sofrendo
Ele tá abatido, tá desligado
Ele tá cismado, ele tá cismado
Ele quer falar, ele quer que ouça
Ele quer uma força, ele quer uma força
Ele tá carente, gente
Ele tá na fossa, nossa
Foi se afundando, foi desmanchando
Virou um bagaço sem condição
Se não encontrarmos a solução
Acabou o carlão e acabou o carlão

Gente, o negócio agora é tomar cuidado
E manter o astral
Tudo que ele fizer tem que dizer logo que tá legal
Se ele disser que sim, sim!
Se ele disser que não, não!
O que ele disser, o que ele quiser,
Tudo pelo carlão
Mesmo que sendo pura loucura ou simples extravagância
Mesmo não tendo cura, a gente segura, não tem importância
Se ele disser já vou, espera!
Se ele disser não vou, libera!
O que ele disser, o que ele quiser, a gente reconsidera
E se ele virar uma fera a gente pondera
Afinal, pudera!

Gente, ele era tão vivo, tão atuante
Era brilhante, era brilhante
Aquela empatia à primeira vista
Era um artista, era um artista
Era o futuro da nossa turma
Sem dúvida alguma, sem dúvida alguma!
É tão difícil, gente, que desperdício!
'tava lá em cima com muito orgulho
Foi despencando como um entulho
Se não lhe dermos sustentação ele cai no chão
E acabou o carlão!

Gente, o negócio agora é ficar de olho e manter o contato
Tudo o que ele fizer tem que achar bonito, maior barato
Se ele pedir um som, som!
Se ele pedir silêncio, pssssiu!
O que ele pedir, o que ele quiser
É sempre um prazer imenso
Não sei se é muito sutil
Não sei se é a melhor maneira
É duro ser tão gentil e ao mesmo tempo não dar bandeira
Se ele pedir um beijo, smack!
Se ele pedir um abraço, um amasso!
O que ele pedir, o que ele quiser
Se você não fizer eu faço
E se ele disser vou nessa, está muito bem
E acabou a festa!


Autor(es): Luiz Tatit