Caxias, Dos Caminhos de Passagem Ao Caminho do Progresso, Um Retrato do Brasil

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

Bom de bola
Bom de samba, paixão
Com Perácio aprendi a sambar de pé no chão
E com Zeca Pagodinho
Deixo a vida me levar
Eu me chamo Grande Rio
E qualquer dia chego lá

Vou falar da minha terra ô ô ô
Minha fonte de riqueza
Vou abrir meu coração
E a história do meu chão, vou cantar
Ai que terra boa de plantar
Povo bom de trabalhar, valente e guerreiro
Que capino ô ô foi carvoeiro
Construiu um município cem por cento brasileiro
Depois fabricou motor de avião

E criou um sindicato modelo de trabalho e união
Quando o Rio de Janeiro era capital
Imigrantes estrangeiros vieram pra cá
E o sonho caxiense se realizou
Foi preciso emancipar pra melhorar
Foram leis, foram decretos
MMas a mão do povo prevaleceu
E na velha estação
Um adeus a Meriti, Caxias nasceu

O homem da capa preta, o rei da baixada
Ajudava o nordestino, amigo da criançada
Salve a igreja do Pilar
Nossa crença, nossa fé
Joãozinho da Goméia foi o rei do candomblé

Quero brincar a vontade
Lembrar com saudade a minha raiz
Cair na folia no grupo de congo
Quadrilha e calango eu vou dançar feliz
Na minha refinaria tem combustível para exportação
Eu sou de Caxias
Sou pura energia
Suficiente pra alegrar seu coração


Autor(es): Márcio Das Camisas / Mariano Araújo / Professor Elísio / Robson Moratelli

Canciones más vistas de

Wander Pires en Febrero