Copacabana

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

Copacabana você não me angana
Com seus bares e quitinetes
Vapores circulando livres pelas lanchonetes

Lembro de velhos safados
De binóculos a espiar das janelas
Andando pelas esquinas
Lambendo a nudez de suas meninas

Copacabana você não me angana
Com seus travestis e generais de pijama
Essa beira-mar, quanto amor e sexo
Ainda há de presenciar ?

O ritmo alucinado nos seus inferninhos
Dia e noite, noite e dia
Da prado Júnior ao Posto Seis
A verdadeira "Ilha da Fantasia"

Se eu soubesse a razão
De vidas tão diferentes em seu coração
Se eu sobesse o motivo dessa romaria
Em sua direção
Um pouco mais da naturea humana eu saberia

Las canciones más vistas de

Barão Vermelho en Septiembre