Das Maravilhas

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

São maravilhas
Que estão sempre ao meu redor
Tantas faíscas
Escondidas nos lençóis
E as madrugadas
Ficam todas amarelas
Todas janelas
Filtram sempre a luz do sol
São transparentes
As retinas, os teus olhos
Tantos amigos
Eu consigo me tornar
E as tuas garras
São de bronze, são douradas
Aveludadas fincam firmes ao tocar
No corpo dos amantes
Ou na mais fina contração
Do que não houve
Na nossa relação
O que mais fulgurou
Foi mesmo o importante
Foi mesmo o importante
Foi mesmo o importante
Ou menos importante...


Autor(es): Zé Ramalho

Las canciones más vistas de

Zé Ramalho en Octubre