Marcos Ferreira

Como Um Jogo De Vídeo-Game

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

Quando eu era jovem
Sempre me fechava dentro de meu mundo
E usava uma barreira como proteção
Escondia-me atrás do medo
Criava meus monstros todos os dias
E meu mundo era como a sombra na luz do sol

Eu criava meu próprio eclipse
E meu mundo se transformava numa imensa escuridão
E eu estava tão errado
Mas não adianta aconselhar o medo
Que é a própria capa de proteção
Para te afastar de tudo que é desconhecido

E pra fugir de tudo isso
Irei mergulhar dentro de meu mundinho
Criando os personagens que irão me compreender
E a vida se transforma num jogo de vídeo game
Lá dentro eu sou poderoso
E os inimigos nunca irão me vencer

Sempre irei vencer
Até na tela aparecer: game over!
E o medo volta novamente
Passaram-se oito horas num minuto
É tão rápido o mundo da realidade
Que já se passaram 30 anos desde o amanhecer


Autor(es): Marcos A.F. Cardoso

Canciones más vistas de