Confissões de Apodrecente

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

Na rua tem PM que me chuta sem razão
Na escola a professora me aplica uma suspensão
Na igreja tem um padre que me obriga a rezar
E no trabalho é foda, não posso atrasar.

Eu sei que eles querem a minha internação
Me botam numa camisa e me encham de injeção
Não quero ser vagabundo, vender pulseira Não!
Mas quero liberdade, viver sem opressão!

Eu quero é ser alguém!
Eu quero é produzir!
Eu quero por mim pensar!
Eu não sou maluco não!

Com 18 o exército me cobra obrigação
Eu vou servir a pátria ou intão vou pra prisão
Ir na fila de banco, pagar as contas mil
Um dia eu fico puto e mando a puta que pariu!

Eu sei que eles querem a minha internação
Me botam numa camisa e me encham de injeção
Não quero ser vagabundo, vender pulseira Não!
Mas quero liberdade, viver sem opressão!

Eu quero é ser alguém!
Eu quero é produzir!
Eu quero por mim pensar!
E NINGUÉM VAI ME IMPEDIR!

Las canciones más vistas de

DFC en Septiembre