Rico Ayade

Conversa Pra Velho Dormir

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

Eu quero a paz da brisa calma
Eu quero um sonho pra sonhar
Eu quero uma morena brejeira
Por quem eu vou me apaixonar

Eu quero subir lá na montanha
Eu quero mergulhar nesse mar
Eu quero sentir amor profundo
Te deitar no colo, te ninar

Subir numa árvore com ela
E o céu estrelado espiar
Cantar poesia, serenata
Pros raios da lua alumiar

Eu sou cavaleiro da selva
Dos prédios, castelo do rei
Um desbravador destemido
Da floresta que eu plantei

Eu sou contador de histórias
Que nem o boi quer ouvir
Histórias do arco e da flecha
Conversa pra velho dormir

Eu sigo cantando a vida
A pura lembrança de quando dormi
Eu ando por todos os lados
E nem me pergunto o que há vir

Eu sou a criança sorrindo
O barco pra se iludir
A vela da chama mais alta
A música para sentir

Eu sou a esperança banguela
A cor que ainda vai colorir
Eu sou sertanejo da raça
Baiano cantando para o mundo ouvir


Autor(es): Rico Ayade