César Oliveira e Rogério Melo

Coração de Cordeona

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

Meu coração de cordeona
Campeia aguada no pago
Que a comichão pelo trago acende a alma gaviona
E um trotesito do baio

Parece até que adivinha que alguma tipa daninha
Que adone nos meus carinhos
Qualquer bulicho firmado na curva de algum caminho
É caminho confirmado pra o meu próprio descaminho

Buscando a volta de tava, sota, facão e cordeona
Um floreio aquebrantado que coce a alma gaviona
Será que o costume antigo lá do meu pago
Marchou num culo cravado de volta e meia

Será que o rio grande macho que foi passado
Ficou na curva do braço escorando o mundo novo
Meu coração de cordeona
Vive num tempo esquecido

Qualquer bulicho firmado na curva de algum caminho
É caminho confirmado pra o meu próprio descaminho
Buscando a volta de tava, sota, facão e cordeona
Um floreio aquebrantado que coce a alma gaviona

Será que o costume antigo lá do meu pago
Marchou num culo cravado de volta e meia
Será que o rio grande macho que foi passado
Ficou na curva do braço escorando o mundo novo
Meu coração de cordeona (2x)
Vive num tempo esquecido.


Autor(es): Guilherme Collares

Canciones más vistas de