Coração de Vidro

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

Não te entregarei meu pobre coração
Pois ele se partiu estando em suas mãos
Você deixou ele cair no chão e se partir
Um frágil coração que se partiu em dois
Sofrendo no agora, antes e o depois
Tentando, em vão, com as proprias mãos reconstruir

Os cacos de um amor que foi vivido em vão
Banhado em desespero, tédio e solidão
E se afogou sem salvação nos próprios erros
E enlouquece quanto mais o tempo passa
Pra onde quer que eu olho eu vejo o seu fantasma
E ouço o som da sua voz que me dá medo

Passa o dia, a tarde e a noite cai
Eu perco meu sono, eu já nem durmo mais
Tento encontrar uma resposta, uma solução
Por que será que nesse labirinto entrei?
Achei que era esperto, mas eu me enganei
Um dia eu me livrarei dessa prisão

O corpo paga quando a cabeça não pensa
Meu crime foi te amar, sofrer foi minha sentença
Desilusão, meu preço foi bem caro e eu já paguei!
Reconstruirei meu coração de vidro
Louco, desorientado e destruído
E ai, então, em suas mãos nunca mais o entregarei


Autor(es): Bruno Stevan