Speed Freaks

Corram

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

ir se ligando dos fatos é sempre melhor do que não se ligar
e pode ser bem ruim mas não dá pra fingir, omitir pra si
que a comunicação já tá falha.
sem idealizações de perfeitas situações, saiam dos porões
empurrem os portões e corram, corram.

livremente, ferozmente, e quem entende
a seqüência de fatos a vida real
transportes públicos, chupar um pau
meus olhos como strass sem stress
confiar em si, mas complicado né
ser levada pela mão, por essa ou aquela opinião
mesmo sendo essa mão calejada, peluda, pesada
no fim da estrada, pouco mais que nada

saiam dos porões, empurrem os portões
e corram! corram!
saiam dos porões, empurrem os portões
e corram! corram!

meu olfato pra fatos e gatas no cio é canino
Speed Freak, faro fino
salivo litros e suo na dança da chuva
que me alcança acaricio suas ancas macio
meu compromisso não é com a moda
e sim com a elegância sonora
assassino de inocência com consciência
de onde começo e termino
conhecido pela violência que argumenta
e aumenta o libido

Pou! na mosca, quilos de boas batidas
e rimas toscas, camadas de batom nas bocas
retiradas por milhares de cabeças ocas
cheias de idéias loucas
gatinhas lindas com cérebro de estopa
acendo o estopim, explodo, Pim!
o tempo todo assim, olho no olho
dentro do corpo o jorro de sentimento
no momento do fim.

quanto à mim, corro alguns riscos
quanto à mim, corro alguns riscos
isso me basta, me basta isso
o timbre dos meus gemidos
soando bem aos meus ouvidos
ele também gosta acredito nisso
sins e nãos sinceros são bem vindos

saiam dos porões, empurrem os portões
e corram! corram!
saiam dos porões, empurrem os portões
e corram! corram!


Autor(es): Lourdes Da Luz / Speed Freaks

Canciones más vistas de

Speed Freaks en Junio