Nei Lisboa

Correntinha

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp


Vou dizer
Deste a um homem feio
A festa e o fim, encontros e partidas
Seria bom saber
Se me resta um devaneio
Em tuas horas distraídas
Para te comover
Com palavras de amor
Ou coisa parecida

Amor não há
Bonitinho como deve ser
Naquela casinha de sapê
Como aquele filme na tv
Como só existe em sonhos
Mas pode acontecer
Quando menos se espera
E não há nada a fazer
Quando o coração dispara

Se não parar de chover
Vai dizer que é primavera
Se machucar de doer
E jurar que a vida é bela
Há de haver
Algo mais a se escrever
No tempo e suas linhas
Que possa nos prender
Como um símbolo de paz
Na tua correntinha

Bonitinho como deve ser
Naquela casinha de sapê
Como aquele filme na tv
Como só existe em sonhos
Mas pode acontecer
Quando menos se espera
E não há nada a fazer

Quando o coração dispara
Se não parar de chover
Vai dizer que é primavera
Se machucar de doer
E jurar que a vida é bela


Autor(es): Nei Lisboa