Diabo na Cruz

Corridinho do Verão

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp


Há meninas à espera vamos lá por isto a andar
Só me esconde no armário quem se deixar assustar
O que sonhas eu já fiz, o que queres eu dispenso
Um cobói tem de ter lata para furar este silêncio

O guru vem arranjado, o luar está bonito
Bota aí a macieira que eu empesto-te um apito
Quem me nega sabe bem o que eu penso e o que eu acho
Já bebeu do garrafão e da malga de gaspacho

Vai a chuva vem o sol, volta a chuva novamente
Só a enchada saberá o que o cangalheiro sente
Vai-te rindo meu amor que eu nasci para dar-te mimo
O que souberes eu aprendo, o que não souberes eu ensino

Vira o disco toca o mesmo, já começa a chatear
Do patrão à criadagem, aí, ninguém cuida do lar
Anda tudo acagaçado, se calhar não é para menos
A gente deste pais parece que tem febre de fenos

Há meninas à espera vamos lá pôr isto a andar
Até sempre meus amigos que o vestido vai acabar


Autor(es): J.Cruz