Vanusa

Cortinas

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp


De cortinas fechadas
pros olhos do mundo
E o rádio ligado
pra gente sonhar
Nossos olhos se fecham,
As mãos se procuram
O arrepio na pele,
O murmúrio na voz
Um milhão de loucuras
passando na mente
Fantasias sem medo
de se revelar
Seu perfume, seu cheiro
me enlouquecendo
O seu corpo encostado
apertado no meu.

Explode, ama, beija
e me abraça
E se mistura em mim
E a gente já não sabe de nada
Quem sou eu, quem é você
Explode, ama, beija
e me abraça
Ultrapassando o céu
Duas vidas numa só
Vibrando na verdade
deste amor.

As cortinas se abrem
de novo pro mundo
A loucura se acaba
e volta ao normal
Nossos corpos se vestem,
as bocas se calam
E caímos de novo na vida real
Mas o brilho que existe
nos olhos da gente
Permanece mostrando
pro mundo afinal
Que o amor faz a vida
ficar diferente
Mais bonita,
mais pura, espiritual.


OBS.: elepê Vanusa
Primeira Estrela - 1982.


Autor(es): Carlos Colla / Fred Falcão