Blubell

Cosmos

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp


Já fui deixada, deixei também
Já namorei a sarjeta, meu bem
Já fui pra lama, no fundo do poço rastejei

Da mesma lama já levantei
Como personagem de folhetim
Ou de um bolero
E recomecei do zero
Mas isso é nada
Perto da luz, da imensidão do cosmos

Já fui traída, já perdoei
Já mandei gente pr'aquele lugar
E tem mais gente que, algum dia, ainda vou mandar

Como mendigo, já conversei
Com as paredes, com um cachorro
Ainda morro de medo de ficar só
Mas isso é nada
Perto da luz, da imensidão do cosmos

Minha cabeça é como o céu
Tem dia que fica tudo azul
Tem tempestade como nos limbos, arco-íris

Passa de tudo
Constelações, jatinhos, airbus, boings, balões
Meteoritos, naves, foguetes, cometas
Mas isso é nada
Perto da luz, da imensidão do cosmos
Perto da luz, da imensidão do cosmos


Autor(es): BluBell