Dalva de Oliveira

Cristal

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp


Tenho o cora? feito em peda?
Trago esfarrapada a alma inteira
Noites e mais noites de cansa?
Minha vida, em sombras, prisioneira
Quantos, quantos anos s?passados
Meus cabelos brancos, fim da vida
Louco, quase louco derrotado
No crep?lo apagado
Lembrando a juventude

Mais fr?l que o cristal
Foi o amor, nosso amor
Cristal, teu cora?, teu olhar, teu calor
Carinhos juvenis, juramentos febris
Trocamos, docemente em teu port?
Mais tarde compreendi
Que algu?bem junto a ti
Manchava a minha aus?ia

Jamais eu voltarei, nunca mais, sabes bem
Talvez te esperarei, junto a Deus, mais al?

Tenho o cora? feito em peda?
Trago esfarrapada a alma inteira
Noites e mais noites de cansa?
Minha vida, em sombras, prisioneira
Quantos, quantos anos s?passados
Meus cabelos brancos, fim da vida
Louco, quase louco derrotado
No crep?lo, apagado
Lembrando a juventude

Mais fr?l que o cristal
Foi o amor, nosso amor
Cristal, teu cora?, teu olhar, teu calor
Carinhos juvenis, juramentos febris
Trocamos, docemente, em teu port?
Mais tarde compreendi
Que algu?bem junto a ti
Manchava a minha aus?ia

Jamais eu voltarei, nunca mais, sabes bem
Talvez te esperarei, junto a Deus, mais al?


Autor(es): José María Contursí

Canciones más vistas de