Cunnhã - a Criatura de Tupã

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

Bem viram os olhos da tribo
E lhes concederam
Cunhã-poranga!

Cheirosa flor do mato que tupã benzeu
Te criou com sutileza
Cheirosa flor do mato que tupã benzeu
Te criou com sutileza

Aprimorou teus traços de índia guerreira
Reuniu em ti toda beleza
Aprimorou teus traços de índia guerreira
Reuniu em ti toda imortal beleza

Salvas dos guerreiros Tupi!
Hey! hey! hey!
A Linda rosa que nasceu
Com pétalas azuis

Menina moça, cunhã-poranga!
Menina moça, cunhã-poranga!
Menina moça, cunhã-poranga!
Menina moça, cunhã-poranga!

O arco para ser guerreira
Índia guerreira!
A flecha pra dançar aos ventos
As penas para adornar o corpo nu
Da semente da samaumeira
Toda leveza, nativa beleza
Selvagem cunha

Vem dançar! Vem dançar


Autor(es): Ronaldo Barbosa

Las canciones más vistas de