De Esquina em Esquina

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

Quando a noite chega enluarada
Saio pra lembrar a ex-amada
E bebendo, um trago aqui... ali...
Eu revivo a dor que já vivi e então...

No violão companheiro
Primeiro a ver minha ruína
Eu canto de esquina em esquina
Esta canção

E lembra o tempo em que eu era moleque de rua
Batendo calçada, vendendo cocada até me tornar valentão
Mas numa noite de lua, pequena da cor de açucena
Chegou a morena e iludiu meu coração

Lembro os olhos dela comovido
Os seus pés descalços e um vestido
Que ela usava só pra mim
Antes de partir e me deixar assim

No violão me debruço
Soluço e aviso onde eu for
Melhor é morrer
Que deixar morrer o amor


Autor(es): Aldir Blanc / César Costa Filho

Las canciones más vistas de

Clara Nunes en Agosto