De Mãe pra Filho

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

Guarânia

Ainda gestante a futura mãe
Com o filho no ventre conversava
Filhinho eu espero sua chegada
Enquanto as roupinhas do filho bordava.
E quando nasceu foi grande alegria
A mãe lhe dizia ainda em bebê
Meu filho doutor lá da tribuna
Muitos infelizes ver defender.

E quando sei aninhos ele completava
A mãe de presente um revólver lhe deu
Era de brinquedo, mas era o início
Do mundo do crime que ele viveu.

E com o revólver brincava de assalto
Com os coleguinhas de sua idade
E depois de moço entrou para o crime
Passando a usar armas de verdade.
Tornou-se um bandido e hoje na cela
Quando a mãe visita o filho infeliz
Naquele momento bem triste do encontro
De mãe para filho ela diz assim:

E eu que sonhava vê-lo advogado
Defendendo inocentes da negra prisão
Agora não tenho ninguém que defende
Me sinto culpada e lhe peço perdão.


Autor(es): Jose Fortuna / Paraíso

Las canciones más vistas de

Zilo e Zalo en Noviembre