Estado de Sítio

Depois do Outono

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp


Não vejo onde o destino mudou
Estamos por aqui
Esculpindo o lado ofuscado do dia
O céu se impôs a mim

Não estou remarcando esse chão
Mas não posso evitar

Por que as folhas caem
Por onde você já pisou?
Se o vento não soprar
E o sal não derreter
Eu sei que vou buscar
Minha parte em você

Mil vezes refiz meus planos em vão
Nunca lhe contei
Perdi minhas dúvidas no seu talvez
O pôr do Sol já é seu

Meus olhos pesados e sem direção
Mas não posso evitar

Por que as folhas caem
Por onde você já pisou?
Se o vento não soprar
E o sal não derreter
Eu sei que vou buscar
Minha dose de você

Minha face estremeceu
Em frente ao trem da solidão
E eu encontrei teus pedaços pelo chão
São vestígios de quem sou
Vestígios de quem eu sou


Autor(es): Danyel Sueth

Canciones más vistas de

Estado de Sítio en Octubre