Fabio Soares

Desde a Forma Até o Carinho

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp


Abrir as asas libertas da prisão
Voar tranqüilo na solidão
Visitar nuvens, ventos velejar
Despertar criança, verde azul sonhar

Toda esperança do chão já floresceu
E na lembrança o que morreu
Pássaro livre, busco a imensidão
Encher meus olhos do clarão de Deus

Eu cansei de andar
Os meus planos se fizeram desenganos
Os caminhos se fizeram descaminhos
E pra andar nós precisamos desandar

Venha junto a mim
Pensaremos no que em vida nos espera
Saberemos distinguir a paz da guerra
Ao fazer a liberdade em nós florir

Verso impossível e sonho a realizar
Trigo moído e feito pão
Vida contida em semente e dor
Que desabrochada alimenta a paz

Por um deserto caminha a multidão
Como se fosse ovelha sem pastor
Clama pela vida em grande clamor
E o grito nos ares rasga o coração

Eu cansei de andar


Autor(es): Pe. Irala / SJ

Canciones más vistas de

Fabio Soares en Mayo