Marcos Ferreira

Dez anos

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

É tão estranho como o tempo passa
E não se percebe as chances que vão surgindo
E só se vê quando já está preso na lembrança
A história vai sendo escrita por cada momento
Sem que se dê conta do valor incalculável
Daquele valioso tesouro que se tem nas mãos
Agora entendo porque o quadro de Van Gogh
Não tinha valor algum na sua própria época
Dez anos atras vivia momentos na vida
Que são tão diferentes do futuro que nunca imaginaria
Os tempos são outros agora
E quando encontro com meu velho amigo do espelho
Eu sempre lhe pergunto:
Quantos amigos que não vemos mais?
Quantos amores que ficaram pra trás?
Quantos sonhos que se tornaram jamais?
Ele me olha bem no fundo de mim e diz:
Isso é o que a saudade faz
Quando já está longe demais
De tudo aquilo que não volta mais
Nunca mais... Nunca mais...
Daqui a dez anos não sei quem estará ao meu lado
Nem sei se ainda estarei aqui
Mas guardarei as coisas sem valor
Que custa muito caro quando se perde
Quem sabe se algum dia também irão chorar por mim
Quando eu morar no lar da saudade?
Ha dez anos eu cantava: Sentado à beira de uma lagoa
Hoje sou: Um pássaro que não voa


Autor(es): Marcos A. F. Cardoso

Canciones más vistas de