Dia Negro

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

Amanhã ao nascer do sol
Quando a milícia se esgueirar
Ali estarei eu
Melancólico dia negro
Meu medo não quer revelar se vou morrer

Se eu bebo do momento que me resta
Resta compreender
Se eu tranco o desespero por um tempo
Tenho mais poder
Se lutar e morrer na guerra é romântico
Vou me afogar
No meu pranto pela história já vivida
Que não vou mudar!

Se no final vislumbrar o sol
E o dia negro clarear pra mim
Venci!
Sem matar, nem machucar
Talvez a guerra acabe e o sol fará o bem

Se eu bebo do momento que me resta
Resta compreender
Se eu tranco o desespero por um tempo
Tenho mais poder
Se lutar e morrer na guerra é romântico
Vou me afogar
No meu pranto pela história já vivida
Que não vou mudar!

Senti o gosto amargo do pensamento meu
Na luz do sol cantando que o dia amanheceu!


Autor(es): Ronaldo Estevam

Las canciones más vistas de

Ronaldo Estevam en Septiembre