Joca Martins

Domingueiro

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp


De cavalo encilhado
Na frente da estância
O preparo prateado
Luzia no sol
Com florão na peiteira
O encontro do mouro
Traz em fios de ouro
Um campeiro arrebol.

A pilcha reservada
Pra folga da lida
E uma "boinita" antiga
Atirada pra trás
A bota fandangueira
Vai junto aos "peçuelos"
Pra não suar no cavalo
Ao trote no más.

Com jeitão bem domingueiro
Um mourito pela estrada
Leva a estampa de campeiro
Pra os carinhos da amada.

Um pealo de cucharra
Parou o meu destino
Qual um potro malino
Junto ao domador
E as ânsias de domingo
Apearam do pingo
Num ranchito fronteiro
Emponchado de amor.

O pingo "das confiança"
Pastando flechilha
Os arreios da encilha
Dentro do galpão
O sonho de campeiro
Estendendo baixeiro
Pra bombear luzeiros
Nessa imensidão.

Com jeitão bem domingueiro
Um mourito pela estrada
Leva a estampa de campeiro
Pra os carinhos da amada.


Autor(es): Eduardo Soares

Canciones más vistas de

Joca Martins en Abril