Engrenagem

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

Faço parte da grande massa que por onde passa
Não disfarça nem esconde que a vida não tem valor
Não importa aonde...
Não importa onde

Faço parte da imensa ciranda que a todo anda
Não se incomoda nem sofre com quem não teve escolha
Peça fora da engrenagem,
Nasceu sem berço e pobre,
Sem oportunidade

Sou uma peça dessa engrenagem que trabalha para si,
Se enfraquece e esquece que ser gente é mais que produzir
Ser gente é mais que produzir,é envolver-se e não se omitir
Ser gente é mais que produzir

Me perdi na multidão que vagueia sem razão
Que senta, chora e come; sem destino, sem rumo, sem nome
Que senta, chora e come, vagueia sem razão
Sem destino, sem rumo, sem nome.


Autor(es): José Barreto / Silvestre Kuhlmann

Canciones más vistas de