É

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

É!

É a comédia do existir
Viver pra ver o quanto dá pra ir
Nessa história de se iludir.

É!

A gente chega vivo ao fim do dia
tenta não ser o que ninguém seria
para no fim ser só o que se é.

É!

É o sonho do imbecil
Quer ser e ter o todo inútil
Diz que dá duro e que tem fé.

É!

Na esperança do idiota
Promete a Deus a sua cota
Paga depois, se Deus fizer.

É!

É a vitória do imbecil
Porque se quase todo mundo é fútil
Então é isso o que ele é.

É!

É a tragédia do existir
Nascer, andar, falar, pensar, agir
Saber, sonhar, tentar, mudar, fingir.

É!

O nosso drama capital
Na frente há sempre mais um degrau
Não há destino se não tem final.

É!

Mas na vida do imbecil
Ele é e tem o todo inútil
Nunca fez nada e nunca teve fé.

É!

Na esperança do idiota
Promete a Deus a sua cota
Paga depois se Deus fizer.

É!

É a vitória do imbecil
Porque se quase todo mundo é fútil
Então é isso o que ele é.

É!

Na promessa do idiota
Deve a Deus só meia cota
Vai pagar todo se Deus quiser.

É!

É a vitória do imbecil
Porque se quase todo mundo é fútil
Então é isso o que ele é.


Autor(es): Camilo Melo