Embaixadores do Ritmo - Samba-Enredo 2013

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

Vai bombo leguero
Couro e madeira, tambor guerreiro
Embaixador faz o tempero
Tão gauchesco, tão brasileiro

Eu sei que não vou morrer
Meu coração galopante
Eternizou a história
Escrita num pago distante
Qualquer guri vai achar
As marcas da peleia neste chão
Fé e fogo no rincão
Campeando a fronteira
Altaneira, querência guerreira
Destemida, se fez capital
E o sangue derramado na trincheira
Estampa a glória na manchete do jornal

Vou de pala pra coxilha, vou tocar a minha vida
É a lida que me guia no campo a sonhar
Este sonho que me leva
Pra fazer a minha tropa desfilar

Solito neste solo verdejante
Se perde no horizonte meu olhar
Floresce nesta terra a todo instante
Riquezas que iluminam o meu lar
E as ruas onde o povo vai passar
Vai cavalgar e vai sambar
Na terra que eu amei desde guri
Guris como João, Osvaldo e Celestino
Passarão na avenida e o Mário passarinho
Voa seguindo o rumo do próprio coração
No sangue tem a alma e as origens do galpão
Abençoa a família
E o canto dos ginetes
Conceição aparecida
Ilumina o alegrete


Autor(es): Fábio Canali / Saimon / Vinicius Brito / Vinicius Maroni

Las canciones más vistas de

Samba-enredo en Mayo