Espantem a Tristeza

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

A minha voz sai da garganta
Ampliada em melodia
Para levar ao que sofrem
Conforto, paz e alegria
Cumprindo os deveres meus
Abençoado por Deus
Jesus e Virgem Maria

Meu cantar é como as áuguas
Cristalina de vertente
Se torna mais refrescante
Quando o clima está mais quente
Aonde a mão da lavadeira
Faz sumir toda a sujeira
Da roupa de muita gente

Minhas rimas são remédios
Para matar a paixão
De quem vive abandonado
Pelo golpe da traição
Embora que passem mal
Se curam assim radical
Ao ouvir minha canção

E de quem desse mal sofrer
Que cantem todos os dias
Para ver como transforma
A tristeza em alegria
E bem alto a voz levantem
E cantem assim, comigo, cantem
Que a tristeza não se cria

Se cantares meu amigo
Como estou cantando agora
Eu garanto que a tristeza
Se despede vai embora
Só chorar não adianta
Quem canta o seu mal espanta
E quem chora seu mal adora

Meu verso é um calmante
Aonde o nervoso acalma
Porque entrega a alegria
E recebe carinho, palma
É um dom que eu trouxe de berço
Meu cantar é como um terço
Que dá descanso pras alma


Autor(es): Gildo De Freitas

Canciones más vistas de