Abel e Caim

Falsa Princesa

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

Foi numa noite tão calma que ela deixou meu casebre
Trocou tudo pelo luxo e entregou-se na plebe
Os meus olhos se orvalharam, pois senti a ingratidão
Chorei lágrimas sentidas
Na dor pior desta vida é a dor de uma paixão.

Num prédio lá da cidade ela tem seu aposento
No andar número cinco, no quinto apartamento
Um vida mansa bem velha que morre de amor por ela
Fez dela uma rainha
Dando à ela o que não tinha, transformou a vida dela.

E quando eu passo na rua em frente àquele edifício
E vejo seu apartamento aumentando meu suplício
Ela talvez gargalhando contemplando meu triste drama
Cuidado falsa princesa
Seu galã de grande alteza pode manchar-se de lama.