Estância Ferradura

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

(alô meu amigo josé zorzan, em santa rosa
Um abraço pra ti e pra toda peonada da estância ferradura
Onde tem uns aporreado que tem até parte co diabo
E eu também sou ademonhado ouve bem a parada)

Apertei os caco e montei mandei dá um tapa no focinho
Não dou e não peço carinho berrando lançante afora
Juntei o bicho nos garfo e logo baixei-lhe a ripa
Tirando voltas de tripa enrolado na minhas esporas
Gosto ver um teatino arrasta a cola coça a cara
Guenta o ferro e não despara cuierado num peral
Porque aporreado que eu pego depos que eu ferro a minha perna
O guacho não se governa e se entrega abaixo de pau

(não se entreguemo por nada, não é meu amigo baitaca)

Pois xucro nós dois nascemo e entre trancos e barranco
Fiz o bicho pegá um tranco e um trote bem cadenciado
Era igual briga de galo um por riba e outro por baixo
Quedou-se o veiaco macho para um cavalo domado
E o patrão da ferradura ficou c'o pingo pra encilha
De rédea uma maravilha e um estouro num rodeio
De peleá de canivete de laçar tarquina alçada
E um sorro na disparada sai na barbela do freio

(de luxo num rodeio não é, dr. galtrin? e meu amigo paulinho forjarini)

Por nome de diabo loiro um alazão das pata branca
Lombo curto e boa anca de frente erguida e bom peito
Pingaço de pechá toro manso pro andar das guria
Bom de cancha e montaria preste patrão de respeito
E os demais potro da estância te zaino, preto e tostado
Pelo capataz cuidado, o seo luiz traz no cabresto
E esse capataz que eu falo também sabe ginetiá
Bagual pra lhe derrubá é só que vive do avesso

(e o meu amigo gringo, puxou pelo pai, só gosta de cosa boa)

Bem na entrada da estância tá estampada a ferradura
Uma canga sob uma altura tem casa grande e mangueira
Galpão que mora a peonada de bombacha e chapéu
Que ganharam por troféu em rodeio e festa campeira
E aqui vai o meu abraço ao josé zorzan meu irmão
Ao fagundes co alemão e toda indiada campeira
Que só aprecia o que é bom dessa querência sulina
Churrasco, cordeona e china, rinha de galo e carreira

(só cosa boa, não é meu amigo josé zorzan
Um abraço pra ti e pra toda peonada da ferradura)


Autor(es): Xiru Missioneiro

Las canciones más vistas de

Xiru Missioneiro en Noviembre