Garimpo

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

Eu vendi minha sitioca coberta de plantação
Foi pra banda do Araguaia cuidar de outra ocupação ,
Fui tirar gema brilhante que da no meio do chão
Foi comigo minha Inhazinha e nossa Filha Conceição.

O rio tava bambuando na cachoeira do trovão
Cascalho na beira d'água tá dando fascinação
Arranchei a minha traia naquele bruto sertão
Quem plantei nossa morada lá na volta do areião.

Comecei o meu trabalho na rocha do gamelão
Na tocaia do xavante deixamos rastro no chão
Sem pensar na emboscada do selvagem do sertão
Foi triste o fim do garimpo, que triste recordação.

A minha sorte tão negra levou tudo de roldão
Roubaram a minha batéia escapando em batelão
Os índios mataram Inhazinha, carregaram a Conceição
Tempestade no meu rancho derrubou tudo não chão.

Hoje longe, muito longe trinta léguas de estirão
O rigor de uma saudade que ficou no coração
Perdi todo o meu tesouro naquele bruto sertão
Adeus do Rio do Araguaia, cascalho da solidão


Autor(es): Galício Do Nascimento / Tonico

Las canciones más vistas de