Hasta Cuando

Guantanamo

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp


Cartas com antraz
Com amor e terror
Descrevem aos filhos
O pão e o vinho bioinfectados
Com partilha, compartilha
Pregos e pólvora
O cinturão da vingança
Entregue a Ti ó Deus da Guerra

Almas feridas

Guiados pelas sombras
As trevas do Altíssimo
Vigilância sem destino
Objetos tangíveis
Onisciência e controle
GUANTÁNAMO! HEY! HEY!
GUANTÁNAMO! HEY! HEY!

Mãos sujas de sangue
Retém os corpos em dor
Pela tortura sem contato
Pelo sonho falto
Papéis revelam a inocência
E a indústria de delações
De seres em decomposição

Alijados, aleijados
“Doble moral” do
Estado das Trevas
Onisciência e controle.


Autor(es): Marco Abreu / Wendel Rafael