Gota d'Água

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

Nasci no douro (...) à espera que brote
Nunca vi o criador, mas sei que tem luvas de boxe
Assiste ao desbote do tempo, o tempo foge (...)
Sentimento é fome, não deixo que a vida me devore e sufoque
Fundação, família luta e suor
B a ba da felicidade, esse eu sei-o de cor
Ninguém me (...) não há ninguém que derrote
Se sou escravo da poesia, rimo ao som do chicote
Cada corte no coração, lição para algo melhor
Não me agasalho com o manto que o diabo descose
(...) À espera que eu colabore
A vida dá-me choque atrás de choque para que não me acomode
Antes que a visão piore não me despeço (...)
Focamos no sonho quando a realidade é um desfoque
O arco-íris explode quando (...)
Vou aproveitar a chuva colorida antes que evapore

É um transtorno quando não há retorno investes o abono
Não reajas com inveja, ou seja com dor de corno
Pedras no sapato, uso botas ou sapatilhas
Querem correr comigo, amigo eu corro milhas
Ficas morto como pilhas, por baixo como cedilhas
Guarda a mágoa, não metas mais água, fecha as escotilhas
Não dou importância à ânsia da inexperiência da infância
Queres passar por tudo e todos, mas não vieste de ambulância
A abundância da ignorância é pura arrogância
À parte, como daqui para marte mantenho a distância
Não quero gajos quadrados na minha circunferência
Muitos neurónios queimados causam interferência
Não faço amigos como lojas de conveniência
Alguns são um concerto vazio sem assistência
A vossa atitude perdeu por falta de comparencia
Manos fechem a actividade, entrem em insolvência

(...) Aqui los dias empieçan temprano
Y hay demasiado villano que me llama hermano
Llamo a todas mis musas aun que esten dormidas
Ya no hay tiempo para escusas, se pasa la vida
No me motiba aparentar ni mentir
Tan poco hacer-me fotos para que puedan vacilar (...)
Aprendi a decir que no
Respiré oxigeno lejos de don nadies que se cren fenomenos
(...) Que lanzan criticas vacias
Todo es una question de quimicas y de energias
Necessito diez dias à la semana
Paso de dramas, de damas con ganas de mamar de mi fama
Jamas me interesso el (...)
(...) Que disputan con disputas de recreo
Tanto jaleo y mareo, pero no me bloqueo
Toreo dificultades, peleo por lo que creo
Los dramas, los cellos, las trampas, los egos, las guerras, los miedos
Las poses, los juegos, la fobia, la ira, el rincor, las promesas
Me hacen perder el tiempo y no me interessan

A consciência não está leve, empurras a bola de neve
À espera que alguém tropece e, que isso te eleve
Vives desgastado, nutres pensamentos pútridos
Autocentrado, adoras problemas crónicos
Desliga a mente, respira agora, vive a hora sem demora
Acorda já, aprecia a aurora
Muda de conduta, que a tua vida melhorará
Em vez de andares por ai perdido ao Deus dará
Afinal o que é que importa o que é que os outros pensam
Preocupado com a derrota, nunca queres que os outros vençam
Demasiado obcecado com o fado do teu amigo,
Obstinado em saber se está rico ou falido
Casado ou divorciado, feliz ou deprimido
És sempre ressabiado ou tens o orgulho ferido
E essa preocupação põe-te o cabelo cinzento
Eu tenho um pressentimento, não devias perder mais tempo

Tu não fazes ideia daquilo que eu já vivi
Não há amor nestas ruas, isto é cada um por si
Está tudo a bater mal neste antro
A violencia gratuita é sempre pela merda do (...)
A segurança social, o iva, o tribunal, família
A bófia liga para o meu telemóvel em vigilia
(...) Está cega, está tipo fera
(...) Diz que me vai fazer a vida negra
E no meio disto tudo não há acção social
Mas estes gajos estão (...)
Estou farto de vigaristas, conformistas
A minha vida é mais real, prefiro parar com os anarquistas
Não quero discutir pessoas ou eventos
Quero discutir ideias, viver momentos com o meu rebento
Estou farto das revistas, das modas, das pitas,
Das festas que rodas com essas (...)

Las canciones más vistas de

Dealema en Noviembre