Gotas de Veneno

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

This is the sound of the city
Don't sell your soul in the city
Cause our time ir right now
Follow me, now
Follow follow, now
Follow me now, Hey

Conta gota pinga os planos, mano
Bando tirano, insano
Atravessa até estado comungado
Nada pleno nesse plano
Brow, inferno astral, mal
Atando nós na voz do bem
Dessa ação o mundo é refém, jão
Desde antes, o DNA é exótico
E seu intervir caótico na imagem semelhança
Sublime subliminar, mente te afaga essa praga
Se apega e só divaga o mesmo degrau da escada
Mas planejamento é fundamento, proposital
Pra colher medo, planta tormento
E gera vento, ferro e cimento... Vê
Noção de baixo a nós do permitido entendimento
Telepatas no campo vital, vampirizam sua força mental
Extra terreno e sensorial, viagem astral, pura dimensão
Dont know? know how! Apocalipse now
Afinal, é o final. Babylon will fall down
Façam suas preces, oração mais que macete
Clima hostil aparente, a minha nunca te esquece
Plano intervenção, anticorpo racional
Intelecto só em prol antídoto espiritual

A água ocupa mais espaço, disposta a ficar por baixo
E você? O que consegue aprender?
A água ocupa mais espaço, disposta a ficar por baixo
E você? O que sente ao ver o temporal?

Do alto mar conto as gotas, todas juntas
Me afogam na imensidão de nada
Eu navego enquanto jogam elas sobre nós
Caem pesadas e encobrem a voz do grito
Que expõe e delata o verdadeiro algoz
Armadilha foi montada e essa ganância é a gota d'água
Que leva a todos a fazerem de tudo por nada
Pra quem nada nesse mar, nada de paz no lar
Em gotas de suor escorre a esperança de amar
Deixo o maior pra te cobrar
No passo honesto ou em gangbang
Independente
A gota de humilhação faz mar de sangue
Alguns sentem, entendem, mas com a omissão consente
Se rendem ao consolo tolo em aguardente
Esse é o plano consumir, consumir pão e circo
Que faz quem busca o sentido da vida andar em círculos
Vícios da carne, todo tipo de corrupção
De gota em gota vão nos afogando no mar de ilusão

Me deixem respirar, água limpa eu vou buscar pra tomar
Me deixe respirar, água limpa eu vou buscar onde tiver
Pra compartilhar nessa seca de nós mesmo
Gotas de veneno, vai vendo se puder
Seja água!


Autor(es): Moita / Neto

Las canciones más vistas de

Síntese en Noviembre