Homem Barbudo

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

Na rua do destino estive jogado
Pra mulher que amo pedi um favor
No inferno da vida tremia de frio
Negou seu afeto e também seu calor.

Pedi por esmola um abraço e um beijo
Me deste os espinho em troca de flor
E por caridade pedi seus carinhos
Ela me deixou chorando sozinho
Dizendo que sou um mendigo de amor.

Meus olhos nublado e barba comprida
Seguindo na vida um rumo qualquer;
Não quero riqueza, dinheiro é maldito
Desejo apenas ser o favorito
Do corpo bonito daquela mulher.

Las canciones más vistas de

Valderi e Mizael en Noviembre