Ilha de França

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

Vai canoa ligeira
Deixa o Mearim nos levar
Que a saudade é erva rasteira
Faz ouvir o coco quebrar

Voalá é chegança morena
Pequena, cravo, molecagem
Da ilha bela açucena
Eita poema pueril beberagem

Matar na jussara minha sede
Despir as vergonhas no mar
Nas ondas, no balanço da rede
Virá maresia afagar

De noite tem onça esturrando
Eu largado em pura preguiça
Entregue ao quente monjolo
Pilado de suas primícias

Morosa ilha cantiga
De bois e maracás
Azulejos, lendas antigas
No vai e vem do teu mar

Quem já bebeu de tuas águas
Ouviu Bequimão, liberdade
És gomo bem vindo de França
Doce Europa, caminhos de mar...anhão