Erik Santos

Incoveniência

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

Hoje sou incoveniente,mas você lembra
Quando a gente passeava em tókio e andaluzia,
Toda conveniência
Era pouca, perto do turbilhão de ilusão que você manifestou

Fazia juras com a boca,mas com o coração
Era imensa mesquinharia de menina que não sabe se é
Me desculpe se fiz tudo e você não quiz nada
Fique com os seus,teus,eles ou será elas?

Eu morri todos os dias que respeitei você
Apesar de todo padecimento,vigora no meu peito
A vontade de viver sem perder a esperança de um dia
Um outro ser venha me compreender

Apesar de minh´alma não queira esquecer sua futilidade
Quero te dizer: seja feliz,até logo,até breve
Que seu ego mostre o caminho errado que vais encontrar
Aí já é tarde,pro meu eu reencontrar.

Canciones más vistas de

Erik Santos en Octubre