Imperatriz Leopoldinense - Samba-Enredo 1984

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

[Enredo: Alô, Mamãe]

Nem pensar
Que hoje vai ser o dia
De cantar, sorrir
Alô mamãe, como eu queria
Tentar mais uma vez
Mostrar o Carnaval ao povo
Ir pra avenida A Imperatriz de novo
Lá vou eu
Vou pulando sem parar
Na esperança
De um dia melhorar

Vendi, juntei
Pedi, lutei
E o que rendeu

Vendi, juntei
Pedi, lutei
E o que rendeu

Pacotão comeu
O resto que se exploda
A verdade dói
Toda noite um vampiro
Leva a grana e me destrói
Onde a coisa vai parar
Que abacaxi!
Já tô de tanga
Coisa igual eu nunca vi

Alô, mamãe
Assim não aguento
Almoçar pirão de areia
E jantar sopa de vento

Alô, mamãe
Assim não aguento
Almoçar pirão de areia
E jantar sopa de vento

Canciones más vistas de

Samba-enredo en Enero