Imperatriz Leopoldinense - Samba-Enredo 1985

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

[Enredo: Adolã - A Cidade Mistério]

Diz a lenda que outrora
Na aurora das manhãs
Floresceu na Ilha-Sedução
A tradição dos Adolãs
Império do bem e da paz
Onde o amor não é fugaz
Iklena semeou fertilidade
Quando o deus-Sol abençoou, ô ô!
E hoje tudo é saudade
Da Cidade-Mistério que restou

Venha ver, mas venha só
Há um mistério na Ilha de Marajó
Venha ver, mas venha só
Há um mistério na Ilha de Marajó

(E a arte)
Berço de arte e fantasia, ô
Sua riqueza seduzia
Aos colonizadores de além-mar (de além-mar)
De repente a natureza
Pelas palmas de princesa
Cheia de fogo no olhar
Se fez, na visão de pássaros no céu
Iluminada sob um véu
Deixou a ilha-tradição do Boi-Bumbá

Bumba, ê, meu boi
Olha o Boi-Bumbá
A Imperatriz do céu
Num gaiola vai voltar

Bumba, ê, meu boi
Olha o Boi-Bumbá
A Imperatriz do céu
Num gaiola vai voltar

Las canciones más vistas de

Samba-enredo en Junio