Interior

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

Quanta saudade daquela casa onde na infância feliz morei
Mundo risonho palco de tantos sonhos que nunca realizei
Em pensamento ainda vejo cenas que em minha mente gravei
Quando deixei o meu lugarejo felicidade também deixei!

Interior, ah, se eu pudesse voltar algum dia
Pra rever as Campinas cobertas de flor
Escutando o barulho da fonte e o canto dos pardais
Reviver o tempo da infância que não volta mais!

Quanta saudade do pé de amora, da bica d'água, do mangueirão
Do cafezal, do forno de barro, do carreador e do mutirão
Como se fora um sonho bonito o meu castelo desmoronou
A minha infância passou depressa e a mão do tempo tudo apagou!

Interior, ah, se eu pudesse voltar algum dia
Pra rever as Campinas cobertas de flor
Escutando o barulho da fonte e o canto dos pardais
Reviver o tempo da infância que não volta mais!


Autor(es): Oscar Martins / Pedro Ornellas

Canciones más vistas de